Membros indispostos? Falta de comunicação? Clima de 7×1? Ambiente pesado na empresa? Talvez seja a hora de você, líder e gestor, melhorar o engajamento da sua equipe!


São muitos os trabalhos de uma organização que busca o crescimento e o sucesso: assegurar a qualidade do serviço, agregar valor ao cliente, aumentar o ROI (Retorno sobre Investimento) e cumprir os objetivos audaciosos estabelecidos no Planejamento Estratégico. Agora, do que adianta ter um plano todo lindo no papel, com visão, com missão e com uma ideia disruptiva, se os membros da sua equipe não fazem parte do engajamento dessa estratégia?

Assim como o guru do mundo business Jim Collins comenta em seu best-seller “Empresas Feitas para Vencer”, empresas excelentes, antes de planejar, primeiro focam no ”quem” e em ter as pessoas certas no seu barco. Entretanto, o “Primeiro quem” é uma ideia muito simples de pensar, mas muito difícil de executar.

Em um relatório recente da Gallup, “State of the Global Workplace” (clique aqui para ter acesso), consultoria estratégica especializada na intersecção entre funcionários e clientes, mostrou que em 2017 apenas 15% dos funcionários do mundo estão engajados com a empresa e 18% estão ativamente desengajados, ou seja, não possuem senso de propósito nem vínculo emocional com a instituição. No entanto,  de acordo com a mesma pesquisa (pág. 39), líderes que investiram nos seus membros viram aumentos de 20% na vendas, de 10% nas métricas de clientes e de incríveis 21% nos lucros.

Neste post, confira 4 dicas primárias essenciais que podem te ajudar a executar a ideia de “Primeiro quem” engajamento da sua equipe:

1. Incentive e realize o feedback

feedback é um dos melhores motores para aprendizado e aprimoramento das atividades e melhoria de desempenho no trabalho. Dar um retorno tanto aos seus membros quanto a você mesmo e ao seu trabalho significa melhorar a qualidade e o profissionalismo da empresa, impulsionando o desenvolvimento pessoal. Portanto, sempre dê ouvidos a todos, valorize a opinião, incentive a comunicação e a troca de sugestões construtivas como crítica e não deixe de dar os parabéns pelo bom trabalho.

Uma dica nessa etapa é criar processos periódicos de feedback entre os membros, os gestores e as equipes, como o Feedback 360 ou conversas periódicas a cada mês.

2. Realize uma pesquisa de Clima Organizacional

Em instituições de qualidade, tomada de decisões e ações são baseadas em dados (Data-driving) e não somente na “sensação” (Feeling-driving). Portanto, é necessário basear medidas, ideias e planejamento sabendo onde está o problema e onde agir efetivamente no engajamento. Assim como em conversas de Feedback, Pesquisas de Clima Organizacional periódicas são uma ótima ferramenta para identificar a visão dos membros sobre o ambiente de trabalho e o que está impactando internamente de forma negativa a falta de progresso dos objetivos e das metas, ou seja, os resultados financeiros.

Dica: Acesse o site da Great Place to Work, autoridade global no mundo do trabalho, lá você pode encontrar várias dicas sobre como mensurar o engajamento dos seus membros e agir estrategicamente em cima desses dados.

3. Crie um ambiente estimulante

Para deixar a sua equipe motivada e criar um sentimento “owner” com a empresa é preciso criar um ambiente que estimule esse vínculo, aliás, ninguém gosta de trabalhar em um ambiente hostil que mais desqualifica do que estimula. Portanto, bonifique de alguma forma e reconheça o bom trabalho (não deixando de ser profissional em cobrar o trabalho ruim quando necessário, claro!), forneça toda a infraestrutura necessária para executar o serviço e fazer os membros se sentirem confortáveis (você trabalha com softwares de edição de vídeos, mas todos os PCs são antigos e lentos, aí não dá, não é mesmo?), forneça autonomia de decisão, flexibilidade e oportunidades para crescimento.

Ou seja, sua empresa deve ser sinônimo de um ambiente estimulante, confortável e desafiador.

4. O desenvolvimento da sua equipe é ESSENCIAL

Qualquer organização que busca o engajamento e o crescimento empresarial deve constantemente buscar o desenvolvimento e a capacitação da sua equipe, considerando essa tarefa uma atividade crítica. Uma boa equipe gosta de ser desafiada e de trabalhar em cima do que sabe, portanto, invista no treinamento e na atualização dos conhecimentos e das habilidades de todos na equipe, fornecendo, incentivando e subsidiando cursos, participação em eventos e congressos.

Mas não fique apenas focado no negócio da sua empresa, o desenvolvimento pessoal também é de suma importância, como cursos de línguas estrangeiras e o incentivo a esportes (academia, grupos de corrida, etc.).

Ainda, a pesquisa da Gallup citada no começo do post comprova que o engajamento da sua equipe com o propósito da organização aumenta a produtividade em 17%. Entretanto, para que tudo isso aconteça, a atitude, a execução e o exemplo devem vir do Líder e do Gestor. Aliás, são eles os responsáveis pela cumprimento da estratégia de toda organização e por desafiar a Cultura da Organização!

Gostou? Quer saber mais? Fale conosco sobre como engajar sua empresa aqui e curta a nossa página aqui para acompanhar nossas notícias!