Descrição

O superaquecimento de um motor ou de um inversor pode causar sua deformação e seu desgaste, tornando, portanto, interessante o uso de um sistema para seu resfriamento. O objetivo desse projeto é desenvolver um mecanismo de resfriamento a ar desses componentes após a realização de um estudo das suas trocas térmicas e o cálculo do fluxo mínimo de ar necessário para garantir uma temperatura satisfatória para este.

A tarefa principal desse sistema de resfriamento é transferir calor para o ar, impedindo que os motores e os inversores superaqueçam. Assim, o funcionamento dessas peças se torna mais eficiente, prolongando sua vida útil.
O mecanismo utilizado anteriormente era através do uso de água enquanto que nesse ano o grupo utilizará um sistema que utilize ar como fluido. Esse sistema torna mais simples o projeto e sua construção, não requer reservatórios e tubulações fechadas para sua condução, não é corrosivo e não deixa incrustações e também não evapora e não congela para condições mais extremas do mecanismo. Além disso, abaixa significadamente o peso total final do carro, melhorando seu desempenho.

Membros
  • Juliana Amorim Souza
  • Pedro Milanez Brogni
Informações
  • 04/2015 – 10/2015
  • Progresso

    100%

Andamento do Projeto

Neste projeto foi realizado o estudo de transferência de calor e mecânica dos fluidos para aquisição do valor mínimo de fluxo de ar necessário para garantir o resfriamento dos motores e inversores do carro do grupo Ampera, cujo objetivo é o desenvolvimento e construção de um carro com tração elétrica voltado à competição Fórmula SAE. Após o estudo, foi desenvolvida a concepção do mecanismo a ser utilizado, bem como sua modelagem em SolidWorks e simulação em Ansys. Além disso, foi feito o seu detalhamento técnico, para futura construção e aplicação.