Escrito por João Henrique Bayer

Você sabe quantas pessoas visitaram seu site na semana passada? Ou quais são as páginas mais populares que você possui? E de onde vêm seus visitantes para suas páginas? Todas essas perguntas podem ser respondidas com a utilização de um único aplicativo: o Google Analytics.

Analisar as atividades do seu site é algo essencial para você tomar as melhores decisões de marketing baseadas em dados obtidos com essa plataforma. Com esse blog você vai saber: como navegar pela interface do Google Analytics, quais as principais métricas que devem ser observadas e como utilizar essas informações para gerar mais tráfego para seu site.

Como instalar o Google Analytics

O primeiro passo para começar a analisar e medir as interações dos usuários em seu site, é instalar o código de acompanhamento, também conhecido como UA, em todas as páginas de seu domínio. Você precisará ter uma conta ativa no Google Analytics, uma propriedade configurada e obter o Código de Acompanhamento do Google Analytics para poder colocá-lo em seu site.

Para efetuar a configuração inicial do Google Analytics, recomendo que você utilize algum tutorial ou procure por outras instruções detalhadas sobre o processo para implementar o código em seu site. Por envolver alguns conhecimentos de programação, sugiro que você converse com o responsável pela manutenção do seu site, assim evitando possíveis erros neste processo.

Utilizando o Google Analytics

1. Navegando pela interface

Caso você tenha mais de uma conta no Google Analytics associada ao seu endereço de e-mail, você poderá escolher qual website analisar, clicando na aba “Todas as contas”, localizada no canto superior esquerdo da página.

Com um site selecionado, vamos começar a analisar o aplicativo pelo Menu. A seção relatórios, disposta na esquerda do navegador, é composta por 5 categorias principais:

  • Em tempo real: indica o que está acontecendo com seu site no momento: número de visitantes, de qual localidade eles estão acessando sua página, o tipo de conteúdo que estão vendo, etc.
  • Público-alvo: aqui você pode ver algumas informações demográficas sobre os seus visitantes, tais como: idade, gênero, qual o tipo de dispositivo que utilizam para ver seu site e muito mais. Essa seção tem como objetivo ajudar a decidir qual o melhor conteúdo a ser disponibilizado para sua audiência.
  • Aquisição: nesta seção, você pode descobrir como os usuários chegaram até seu site. Seja através de anúncios em redes sociais, seja através das pessoas digitando o endereço de seu site direto do navegador, dentre outros. Você pode alterar o período de visualização desses dados clicando nas datas dispostas no canto superior direito da página. Com esses dados, você pode perceber onde precisa melhorar a divulgação de sua página, aperfeiçoando o redirecionamento dos canais que não demonstraram bons resultados nessa seção.
  • Comportamento: aqui é disposto o comportamento dos visitantes em seu site. Quais páginas eles mais visitam, quanto tempo eles gastam em seu site e se eles observam apenas uma página e acabam saindo logo após essa visualização.
  • Conversões: nesta seção, você pode analisar se as pessoas estão interagindo com seu site. Quais links elas mais acessam e se clicam nas chamadas para algum produto que está sendo ofertado em sua página.

Outras ferramentas da interface principal:

  • Botão de busca: você pode procurar por algumas análises específicas ou clicar quando estiver em dúvida sobre como realizar alguma análise;
  • Seção página inicial: levará para a visualização principal da performance do seu site;
  • Personalização: você poderá criar sua próprias dashboards para acompanhar os resultados
  • Descobrir: informará as últimas novidades sobre o Google Analytics
  • Administrador: onde você poderá alterar as configurações da sua conta do Google Analytics.

 

2. Melhores métricas a serem analisadas

Vamos começar a analisar os dados dos seus visitantes. Nessa parte, veremos quantas pessoas visitam seu site, quanto tempo elas gastam em cada página, se decidem ir embora após a visualização de uma única aba, quantos visitantes você está ganhando em comparação com o mês anterior ou com o ano anterior e outras informações que te darão uma noção geral sobre a performance do seu website.

Para acessar as informações de seus visitantes, clique na categoria Público-alvo e selecione Visão geral. Selecione o período de tempo que você quer obter essas informações no canto superior direito. Você pode customizar a visualização de seu gráfico por hora, dia, semana e mês. Agora, você tem acesso às informações desejadas nos dados que aparecem logo abaixo do gráfico. Por exemplo: número de usuários que acessaram seu site na data selecionada, novos visitantes que antes nunca tinham acessado seu site, o tempo médio de visitação em seu site e algumas outras.

Algo importante a ser observado é o número de seções abertas. Esse número contabiliza uma nova sessão assim que o usuário entra em seu site e, se o visitante deixar seu site ou ficar inativo por 30 minutos, a sessão expira. Se ele voltar após esse tempo, uma nova sessão é adicionada a essa contagem.

Além dessa, temos as visualizações de páginas, onde são contadas quantas páginas de seu site foram abertas durante esse período. Essa aba pode ser utilizada para analisar o engajamento de seus usuários em seu site. Quanto menor o número, menos engajados seus usuários estão.

Temos acesso, também, à taxa de rejeição. Essa métrica indica quantas pessoas saíram do seu site após acessar apenas uma única página. Uma alta taxa de rejeição normalmente significa que seus visitantes não estão achando o que procuram em seu website, e por isso logo acabam saindo.

Mais uma métrica a ser analisada na seção público-alvo, será o dispositivo que as pessoas utilizam para visitar seu site. Para isso, clique na aba dispositivos moveis e em visão geral. Aqui, você pode ver de onde seus usuários estão acessando seu site, seja por celulares, computadores ou por tablets. Isso é importante para você criar conteúdos que são mais adaptados ao tipo de dispositivo que as pessoas mais utilizam para visualizar suas páginas.

Agora, veremos uma ferramenta que deixa o Google Analytics tão importante: a comparação entre períodos. Na mesma ferramenta que você utilizou para selecionar o período, clique em comparar com e selecione uma data com que você deseje comparar:

Exemplo: comparar os visitantes da sua página dentre outubro desse ano e outubro do ano passado. Dessa forma, serão disponibilizados dois gráficos, um com o período anterior e um novo, com o novo período que você selecionou.

Podemos analisar, também, por quais canais os usuários estão acessando seu site. Isso é importante para você saber quais canais funcionam melhor para você e onde se deve concentrar mais tempo. Clique em aquisição e depois em visão geral.

Essa opção também divide essas informações em comportamento e conversões para suas páginas, de acordo com cada mecanismo de entrada para seu site. Um exemplo prático de ações que devemos tomar levando esses dados em conta, é melhorar o canal que menos atrai visitantes para sua página. Se você estiver com uma baixa porcentagem de visitantes acessando seu site através de campanhas pagas, significa que elas não estão surtindo o efeito desejado, e que devem ser repensadas. Para analisar estes dados, clique em comportamento, conteúdo do site e páginas de destino. Aqui você vera todos os dados de suas páginas de chegada em seu site. Para analisar qual o canal utilizado pelos usuários para chegarem em seu site, clique em dimensão secundaria e escreva origem/mídia. Agora podemos ver todas as portas de entrada em nosso site e a performance das mesmas.

 

3. Como utilizar o Google Analytics para atrair mais visitantes para seu site

  • Conquiste seus usuários. Vá em comportamento, conteúdo do site, todas as páginas. Aqui, serão dispostas todas as suas páginas por número de visualizações. Dessa forma, você conseguirá analisar quais conteúdos as pessoas acham mais interessantes e vai poder criar outras páginas baseadas nesses para atrair mais visitantes.

 

  • Diminua sua taxa de rejeição. Segundo alguns estudos realizados, a taxa de rejeição está relacionada com o modo que sua página é exibida nos sites de pesquisas. Para analisar a taxa de rejeição de cada página, vá em comportamento, conteúdo do site, todas as páginas. Abra a seção taxa de rejeição e ordene suas páginas em ordem decrescente utilizando essa taxa. Agora, queremos eliminar páginas que não possuem muito tráfego, para termos resultados mais precisos. Selecione a opção avançado e clique em página. Agora selecione uso do site e clique em visualizações de página. Clique em maior que e selecione um número mínimo de visualizações por página, e clique em aplicar. Assim, você conseguirá obter os dados das páginas mais acessadas pelos internautas, podendo tomar decisões a partir dessas informações.

 

  • Veja se sua página está funcionando para celulares. Para isso, vá em público-alvo, dispositivos moveis, visão geral. Analise a taxa de rejeição entre diferentes dispositivos. Se essa taxa estiver maior para mobile, significa que suas páginas estão sendo menos efetivas para estes dispositivos. Para ver quais páginas especificas estão falhando neste quesito, vá em dimensão secundaria e digite Página de destino. Clique na aba pagina de destino para ordenar suas páginas e, agora, você poderá comparar essa taxa de rejeição a partir de cada dispositivo diferente.

Bom, agora que você já sabe o que é e algumas funcionalidades essenciais do Google Analytics, não se esqueça de deixar esta ferramenta em destaque no planejamento do seu site, loja virtual ou blog.

Tenha certeza que conhecer os detalhes e todos os recursos disponíveis nessa ferramenta te ajudará  muito a fundamentar melhor suas decisões de marketing, bem como atingir seus usuários da forma mais eficiente possível.

Gostou? Quer saber mais? Curta a nossa página aqui e acompanhe nossas notícias!