Detecção de falhas por shearografia radial

Projeto com Mestrando Fabiano Jorge Macedo

Descrição

Membros: Rafael Hoffmann Fallgatter e Vicente Gramkow Piazza
Orietação: Mestrando Fabiano Jorge Macedo
Data de Início:09/2015
Data de Término: 05/2016

A dificuldade para atingir os poços de petróleo tem aumentado conforme as reservas mais acessíveis são consumidas, e surge a necessidade de explorar reservas antes evitadas por sua dificuldade de acesso. Em resposta a essa tendência a tecnologia se desenvolve para permitir a exploração em condições cada vez mais extremas de temperatura e pressão. Isso é perceptível na evolução dos tubos utilizados pela indústria de óleo e gás, onde é cada vez mais comum observar o uso de materiais compósitos.
Estes materiais entram em cena para substituir os tradicionais metais, que possuem propriedades já consagradas no mercado, mas que já não são mais suficientes para encarar os novos desafios na extração e transporte de petróleo. Os tubos compósitos exigem uma fabricação diferenciada, associando os materiais necessários da forma correta através do processo de enrolamento filamentar, onde um molde cilíndrico é revolucionado enquanto filamentos de material são depositados sobre a superfície.

Este processo, no entanto, não permite que a flange seja feita em conjunto com o tubo, sendo necessária a sua colagem sobre a estrutura em uma etapa posterior. Em vista dessa mudança na fabricação dos componentes, surge a necessidade de análises apropriadas do produto final, com enfoque sobre a qualidade da colagem do flange no tubo. A técnica empregada neste projeto é uma adaptação de uma tecnologia já consagrada no mercado, a Shearografia (que envolve a análise da sobreposição de imagens provenientes de diferentes estados de carregamento), isto tem sido feito há anos em superfícies planas, mas não para superfícies cilíndricas como o interior de um tubo.

Objetivos

Neste projeto os membros Vicente Gramkow Piazza e Rafael Hoffmann Fallgatter irão trabalhar juntamente com o mestrando Fabiano Jorge Macedo em aspectos como a determinação da disposição e dimensão dos componentes, desenvolvimento do mecanismo de carregamento, análise de esforços da estrutura e observação do seu comportamento.

A partir do desenvolvimento desta nova tecnologia será possível avaliar a qualidade da fabricação de tubos compósitos de forma rápida e criteriosa, permitindo o contínuo crescimento do uso destes materiais na indústria petrolífera de forma segura e sustentável.

Andamento do Projeto

Progresso

100%